6 de set de 2011

A INFLUÊNCIA DE JESUS NA FORMAÇÃO DA PÁTRIA BRASILEIRA




Palestra proferida por : Geraldo Guimarães
Aracaju/SE
04/11/2000


Segundo Emmanuel e outros benfeitores espirituais que dirigem o movimento espírita brasileiro, há 5 bilhões de anos atrás, Jesus, um espírito perfeito, com seus colaboradores, foi encarregado de desenvolver a evolução de uma parte da explosão solar que Ele denominou planeta Terra.

Na Era Quaternária, pediu a Deus que abençoasse o seu trabalho e a Terra toda foi envolvida pelo gérmen da vida, pelos seres unicelulares, que Ele desenvolveu construindo toda a flora e fauna do planeta.

Nesse processo, surgiu o homem, que recebeu, desde o início, a sua ajuda divina, para desenvolver-se cada vez mais, buscando a perfeição.

Trouxe habitantes de outros mundos, principalmente do sistema de Cabra ou Capela, espíritos altamente desenvolvidos intelectual, tecnológica e cientificamente, sem valores morais definidos, que habitaram o nosso planeta nas eras primitivas, ajudando a desenvolver a cerebração e o corpo dos terrestres, corpos que eles habitaram durante alguns milênios, criando as grandes civilizações do passado, nas quais reaprenderam a viver com dignidade, resgatando o pretérito infeliz e habilitando-se a voltar para as plagas siderais.

Jesus, o governador da Terra, sempre esteve atento, manipulando as vidas, as sociedades, as nações, promovendo as experiências e modificações indispensáveis à evolução moral, intelectual e espiritual dos homens. Quando necessário, criou nações e povos, retirou homens de umas plagas para outras, ajuizando a vida segundo seus critérios divinos.

Deixou uma parte física da Terra para ser descoberta no futuro, quando Ele deveria estabelecer as bases de uma nova era na história do pensamento.

As Américas se tornaram os depósitos de esperanças para o futuro, onde Ele colocou povos especializados. Na América do Norte os antigos romanos, que estruturaram uma nação poderosa, baseada eminentemente no direito, no respeito às leis.

Na parte do sul, ele criou um país continental, o Brasil, em cuja intimidade fez nascer espíritos de várias culturas, de várias nações, construindo uma nação heterogênea, fortalecida na paz e na simplicidade pelos benfeitores espirituais e divinos, que aguardavam o momento para estabelecer a verdadeira missão do Brasil: Coração do Mundo, Pátria do Evangelho.

A nação brasileira, muito rica em valores naturais, será o celeiro de recursos para os povos mais pobres do planeta e já é um celeiro imenso de riquezas espirituais.

Através da revelação espírita que esclarece o ser humano sobre a sua origem, a sua natureza, o seu destino e o verdadeiro sentido da vida, afirmando que Deus existe, o criador do Universo, que o homem é constituído de corpo e de espírito. Corpo perecível, espírito eterno.

Vivendo duas expressões de uma mesma vida: a material e a espiritual, permitindo o intercâmbio entre os dois mundos, a continuidade da vida e do amor, a evolução através das reencarnações, a mais bela página da justiça que a humanidade conheceu, pois permite através das vidas sucessivas, a renovação de todos os valores, o resgate de todos os equívocos e o desenvolvimento do ser divino, pois todo espírito foi criado um dia simples e ignorante, à imagem e semelhança de Deus.

No momento certo, Jesus transferiu a doutrina espírita nascente, que se constituirá na França para as terras do Brasil, construindo aqui o celeiro de riquezas espirituais para toda a Terra.

Desse país, se derrama sobre o orbe a filosofia espírita, a mais liberal filosofia que o mundo já conheceu, que respeita todas as experiências terrestres, ajudando as criaturas a compreender o verdadeiro sentido da vida, no momento em que ela, experiente e madura, desperta para a consciência plena e para a sua participação como herdeiro de Deus na construção de uma nova era.

Jesus envolve a terra brasileira nas suas bênçãos, para que ela cumpra seus objetivos e as suas metas, assim como nos mais variados períodos da história envolveu nações e povos para que cumprissem os seus objetivos.

Hoje, o Brasil é o grande exportador do cristianismo redivivo, nas suas teses abençoadas, que valorizam a Terra, as nações, todos os povos e todos os seres. Ecologia ambiental, ecologia social e ecologia pessoal.

Este é um momento muito especial. Ainda segundo os benfeitores da espiritualidade maior, a Terra se aproxima de uma nova era. O novo século que se inicia é a aurora de um mundo novo. Teremos o século da arte, o século da religião, o século do amor, segundo disse Divaldo Pereira Franco.

Espíritos notáveis, lidadores do progresso, já estão reencarnados e se reencarnando, para que o novo milênio comece com alternativas felizes para que o homem levante bem alto a chama da esperança.

Dizem que dentro de 50 anos, aproximadamente, a beleza dos vates renascentistas renascerá na Terra. A religião e o amor se transformarão em grandes alternativas de felicidade.

Acreditamos que a descoberta do eu, essa viagem que se faz no presente ao mundo interior, o século da consciência desperta, permitirá a criatura ver-se na sua origem, compreender a sua natureza, visualizar o seus destino, aceitando-se como homem material e, acima de tudo, como homem espiritual e Deus como o grande condutor da vida.

Diz Joanna de Ângelis que a bênção da Doutrina Espírita hoje é oportunidade que não pode ser desconsiderada e que o amor é o hálito de Deus fecundando a vida. Muita Paz! E obrigado! (t)

Fonte : www.espirito.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comenta.