10 de jun de 2012

MOMENTO CEAO




Nosso tema este mês é valorização da vida e, por isso, vamos lembrar-nos de três Espíritos, que em suas mais recentes encarnações nos deram um grande exemplo de valorização da vida pelo empenho com que atuaram a frente de trabalhos valorosos de amparo e esclarecimento ao próximo: Aurino Costa que fundou a Ação Cristã Vicente Moretti, Amazonas Hércules e seu trabalho em Curupaiti à frente dos trabalhos do C.E. Filhos de Deus e Jerônimo Mendonça atuando nas cidades do Triângulo Mineiro.

Não vamos trazer suas biografias. Lembraremos, apenas, que viveram as experiências de graves enfermidades: Aurino e Jerônimo com paralisia; o que fez com que Aurino amputasse as pernas e assim poder ser amarrado a uma cadeira de rodas para facilitar o trabalho de obter fundos para a ACVM, enquanto Jerônimo, com paralisia total, vivia deitado em uma maca, divulgando a Doutrina Espírita por diversas cidades e Amazonas com a hanseníase apoiava os companheiros de experiência na enfermidade, desenvolvendo trabalho de expressiva importância de assistência social-espírita aos necessitados residentes nas imediações da Colônia de Curupaiti.

Os três já voltaram à Pátria Espiritual  deixando obras sólidas  que tem como objetivo aliviar o próximo em suas dores e aflições conforme os ensinos  do Mestre Jesus, e que nos oferecem inúmeras oportunidades de servir.
Sigamos seus exemplos, valorizemos a dádiva que é a vida trabalhando para a construção da paz através do bem que podemos fazer como voluntário em alguma instituição como também numa programação individual  de visita a enfermos, aos que vivem só ouvindo-os, encorajando-os e renovando a esperança com as palavras esclarecedoras do Evangelho e da Doutrina Espírita.
              
Que Deus os abençoe!
Fonte :Editorial do Rota de Luz-Boletim Informativo do CEAO- Junho/2012

Vida

Nem a paz, nem o fim! A vida a vida apenas
É tudo que encontrei e é tudo que me espera!
O ouro, a fama, o prazer e as ilusões terrenas
 São lodo, fumo e cinza ao fundo da cratera.

Esvaiu-se a vaidade!... Os júbilos e as penas,
A alegria que exalta e a dor que regenera,
Em cenário diverso aprimorando as cenas,
Continuam, porém, vibrando noutra esfera.

Morte, desvenda à Terra os planos que descobres,
Fala de tua luz aos mais vis e aos mais nobres,
Renova o coração do mundo impenitente!

Dize aos homens sem Deus, nos círculos escuros,
Que além do gelo atroz que te reveste os muros,
Há vida... sempre a vida...na vida eternamente...

Edmundo Xavier de Barros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comenta.