22 de jul de 2012

REFLEXÕES

A PALAVRA

Poderoso veículo de comunicação, a palavra é instrumento


que poucos utilizam como deveriam.

A boa palavra ergue e consola, ensina e corrige, ampara e

salva.

A má palavra envenena e mata, enlouquece e fulmina, desequilibra

e arma de ódio.

Muitos falam sem pensar, gerando antipatias e fomentando

crimes.

Outros pensam sem falar e perdem as oportunidades edificantes

de sustentar o ideal do bem e da vida.

Falar por falar expressa desequilíbrio, tanto quanto calar,

sempre, denota doentia introspecção.

Dispões desse abençoado instrumento para preservar a vida e

enriquecê-la de bênçãos, que é a palavra.

Usa o verbo com sabedoria, ensinando, ajudando e impulsionando

as pessoas ao avanço, ao progresso.

Articula a palavra sem gritaria nem desconcerto emocional,

de modo que se te faça agradável, inspirando os que te ouvem e

gerando simpatia em teu favor.

A arte de falar é conquista que todos devem lograr.

Não a esgrimas com teu verbo, nem a sepultes no mutismo da

alienação.

Fala sobre o bem, o amor e a esperança, propondo a alegria

entre as criaturas e ensinando-as a adquirir segurança pessoal no

processo da evolução.

Fonte:


Livro: Episódios Diários (Divaldo Franco - Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis)




.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comenta.