2 de set de 2012

MOMENTO CEAO




Neste mês de setembro a Juventude Espírita Amaral Ornellas completa 76 anos de atividades dedicadas ao estudo da Doutrina Espírita num esforço incansável de atender aos jovens em seus anseios e indagações, aproximando-os do nosso guia e modelo: Jesus.
Por isso, dedicamos este editorial aos jovens que todos os sábados se reúnem sob a orientação dos mentores desta Casa.
Em primeiro lugar, queremos dizer-lhes que a atual diretoria cultiva o ideal da primeira hora da fundação das reuniões destinadas aos jovens que é oferecer-lhes um espaço de estudo como estímulo ao trabalho na seara do Mestre, nas fileiras de trabalhadores do CEAO, onde inúmeros são oriundos da JEAO, em diferentes gerações. Portanto, contamos com vocês, que serão os responsáveis pelo segundo século de trabalho desta Casa.
Em segundo lugar, é nosso intuito lembrar-lhes que a juventude sempre teve importante papel na divulgação do Evangelho e na codificação da Doutrina Espírita: João Evangelista, Marcos, Timóteo, Francisco de Assis, as irmãs Boudin, Chico Xavier e tantos outros. Aproveitem as forças da mocidade que representam o desabrochar dos talentos que Deus lhes concedeu para atenderem ao chamado de Jesus.
E, por fim, convidá-los à meditação das palavras de Erasto (discípulo de Paulo de Tarso), registradas no capítulo XX de O Evangelho Segundo o Espiritismo:

Pergunta – Se, entre os chamados para o Espiritismo, muitos se transviaram, quais os sinais pelos quais reconheceremos os que se acham no bom caminho?
Resposta – Reconhecê-lo-eis pelos princípios da verdadeira caridade que eles ensinarão e praticarão. Reconhecê-lo-eis pelo número de aflitos a que levam consolo; reconhecê-lo-eis pelo seu amor ao próximo, pela sua abnegação, pelo seu desinteresse pessoal; reconhecê-lo-eis, finalmente, pelo triunfo de seus princípios, porque Deus quer o triunfo de Sua lei; os que seguem Sua lei, esses são os escolhidos e Ele lhes dará a vitória; mas Ele destruirá aqueles que falseiam o espírito dessa lei e fazem dela degrau para contentar sua vaidade e ambição.


AlguémAlguém te bate à porta, dia a dia,
Esmolando-te amor, oculto embora
Nas agruras e chagas de quem chora
Entre a grande aflição e a noite fria...

Medita e ouvi-lo-ás chamando agora
Na miséria cansada que te espia,
Nos herdeiros da sombra e da agonia,
Que se arrastam gemendo estrada afora...

Alguém te segue os passos, de mansinho,
Junto às trevas e às dores do caminho,
Anotando o que fazes por vencê-las;

Esse alguém é Jesus que, em toda idade,
Arrecada os teus gestos de bondade
No Tesouro Divino das Estrelas.
Auta de Souza


Fonte :Editorial do Rota de Luz-Boletim Informativo do CEAO- Setembro/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comenta.